BLOG

Categoria: Curiosidades, Filmes, Literatura

Mulher Maravilha ou Maravilha de Mulher?

Publicado: 28/06/2017 as 16:12

Lançado no dia 1 de junho deste mês, o filme Mulher Maravilha foi muito aclamado pela crítica. Por isso, resolvemos fazer um post TODINHO para falar sobre essa mulher que conquistou nossos corações!!!

Desde o primeiro momento, lá na Ilha de Temiscira, somos apresentados àquelas mulheres guerreiras, amazonas, que lutam pela paz e bem estar de todas que ali vivem. Depois, nos deparamos com Diana se auto descobrindo em meio à guerra, atinando para a variedade de poderes que ela possuía, principalmente o espírito de guerreira. No meio disso tudo, a Mulher (maravilha ou não) é colocada no centro de toda a ação que acontece no filme.

O norte da personagem é toda a sua crença e seus ideais, que vão além de valores patriarcais para salvar a humanidade da Primeira Guerra.
Com um senso perceptivo mais aguçado, podemos perceber que, ao longo do roteiro, Diana começa a ser vista realmente como uma deusa, de forma que lidera várias decisões e é aplaudida por todas as pessoas que observam seus feitos.

O filme Mulher Maravilha diz muito sobre o mundo em que vivemos, tanto pelo estado constante de guerra, lutas- sociais ou não, quanto pela batalha das mulheres por espaço em uma sociedade ainda muito machista e regida por religiões igualmente patriarcais, que oprimem e subestimam a mulher em sua totalidade.
E é por aí que começa a emoção do público ao ir aos cinemas: a percepção da força feminina. Diana não é frágil, não tem medo de novos mundos, descobertas e afins. Ela está disposta a arriscar a sua vida para proteger pessoas que nem mesmo conhece, ou tinham o intuito de matá-la. Mas ela luta, vai em frente e é destemida em seus objetivos. Ela é auto confiante e acredita nas pessoas que estão dispostas a lutar com ela. Tudo isso forma um caráter maravilhoso na personagem que não deixou que desgrudássemos os olhos da tela nem por um minuto!

Fala sério, para quem viu o filme, a paixão foi à primeira vista, não é? #AmamosDiana!

Se você tem algo a compartilhar conosco, deixe seu comentário para debatermos um pouco sobre essa MARAVILHA DE MULHER!
Au revoir e até a próxima, leitor!

Escrito por: Karoline Maia